Quer saber mais? Mande um E-MAIL AQUI

Câncer de mama

Ginecomastia pode ser câncer? Fique atento

CÂNCER DE MAMA EM HOMEM

Corresponde a somente 1% de todos os cânceres de mama. Cerca de 40% está relacionado a mutação genética, principalmente no gene BRCA 2. Dentre os fatores de risco para a doença, pode-se citar mutação no gene BRCA 2, síndrome de Klinefelter e com menor importância, história de doença benigna da mama. A idade média no diagnóstico é em torno de 65 a 67 anos.

Geralmente se apresenta como nódulo único, endurecido, indolor, na região retroareolar (atrás do mamilo). Pode ocorrer também saída de líquido sanguinolento pelo mamilo. Muitas vezes pode ser confundido com ginecomastia, doença benigna que consiste no aumento do tecido mamário em homens. Por isso todo nódulo de mama em homem deve ser investigado, principalmente se ocorrer após os 40 anos. O tratamento segue os mesmos princípios do câncer de mama feminino, podendo envolver cirurgia, quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia e deve ser individualizado para cada caso.

REFERÊNCIAS:

1)"Mastologia: condutas atuais" Organizadores Simone Elias, Gil Facina, Joaquim Teodoro de Araújo Neto. - Barueri, SP: Manole, 2016 (Série mastologia/editor da série Afonso Celso Pinto Nazário).

2)Harris JR, Lippman ME, Morrow M, Osborne CK. Diseases of the Breast, 4th Edition. 2010 Lippincott Williams & Wilkins.

Contribuido por:
Dra Priscila Beatriz Oliveros do Santos - CRM/SP 128.956 -
GINECOLOGIA E OBSTETRICIA - RQE nº 55873
MASTOLOGIA - RQE nº 55874